Sabe o que empreendedores de atrativos turísticos rurais devem levar em consideração na formatação de produtos turísticos? o ser humano.

Contemplar pessoas com limitações é uma boa prática que merece aplausos.

Turismo Rural:

Segundo o Ministério do Turismo, além do comprometimento com as atividades em áreas naturais e agropecuárias, o turismo rural caracteriza-se pela valorização do homem no campo.

Se considerar também o patrimônio cultural e natural, o empreendedor terá elementos suficientes para compor a oferta turística.

Turismo Acessível:

É o esforço para garantir que produtos e serviços turísticos sejam possíveis a todas as pessoas, independentemente de suas limitações físicas, deficiências ou idade.

Tipos de limitações:

  • Visual
  • Física
  • Mental
  • Auditiva
  • Múltipla

Nunca devem ser um impeditivo, nós empreendedores temos o dever de batalhar pela inclusão.

O Ministério do Turismo tem instruções que ajudam os negócios turísticos a se adequarem e a tornar o turismo mais acessível.

Jardim sensorial: o que é

Um resgate de práticas regionais que contemplam sabores, aromas, texturas.

Tem como principal objetivo estimular nossos sentidos.

Jardim sensorial: como criar

O primeiro passo, e o mais importante, promover alguma interação do homem com a natureza, explorando os sentidos.

O segundo, estar em harmonia com o ambiente. Quanto mais autêntico melhor.

Terceiro, escolher o tipo de jardim sensorial. Ele pode ser de:

  • Ervas aromáticas
  • Plantas comestíveis
  • Suculentas
  • Ervas medicinais
  • Plantas ornamentais
  • Horta
  • Pomar

Jardim sensorial acessível

Por último, para ser acessível a todos, você deve pensar não só na combinação de plantas, mas também como:

  • vai facilitar o deslocamento de pessoas entre as plantas
  • uma pessoa com dificuldades visuais pode aproveitar melhor
  • um cadeirante vai circular e interagir
  • todos terão uma experiência incrível

Como estimular os cinco sentidos?

Olfato: tomilho, camomila, orégano, alecrim, manjericão, hortelã, funcho/erva-doce, gardênias, jasmim, limão, diplodenia, orquídeas sherry baby, lavanda, capim-limão.

Tato: suculentas, cactos, folhas aveludadas, corações emaranhados, tuia holandesa, tuia-limão.

Paladar: ervas aromáticas, temperos, ervas para chás, frutíferas.

Visão: camélia, gerânios, crisântemos, flor-de-cera, violetas, calêndula, cavalinha, hibiscos.

Audição: folhas, galhos e frutos que fazem ruídos.Complemente com fontes, cascatas, aquários, cultivo de espécies e cores diversas.

Encante a criançada com experiências sensoriais como essas. E adultos, servindo um chá logo após a passagem no jardim sensorial.

Você pode até gerar mais receita para o seu atrativo turístico, sabe como? Vendendo mudas, vasinhos com ervas, ensinando a fazer pequenos jardins sensoriais em casa ou apartamento.

O resultado desse investimento no seu negócio? Algo que não tem preço, muitos sorrisos, agradecimentos e indicações. Implante um jardim sensorial e depois me diga 😉

Um projeto paisagístico seria bom, mas você pode se inspirar para fazer você mesmo. Veja esses modelos.

Gostou?  Posso te ajudar a criar essas e outras experiências. Saiba como.

Se acha que esse artigo pode ajudar outras pessoas, compartilhe 🤗

Dúvidas? deixe nos comentários.