Você já ouviu falar em NEGÓCIOS DO FUTURO?

Tem ideia de como fazer a diferença?

Estamos vivendo dias de mudanças constantes, em como a sociedade está se organizando, como empreendedores estão se adaptando, buscando ideias. Como os clientes estão lidando com sistema econômico, o que estão valorizando. Novas formas de gestão surgem, e também novas tecnologias para achar o seu negócio.

Quando comecei a trabalhar com turismo usava o telex para fazer reserva com as companhias aéreas e operadoras. Levava uma semana para conseguir a resposta. Nossa quem sabe o que é isso hoje? Agora os negócios são feitos via Whatsapp, Facebook, Instagram. Já imaginou como vai ser no futuro?

Então, vamos conversar um pouco sobre os negócios do futuro?

Primeiro, entender que negócio é esse.  Depois, pretendemos te inspirar com algumas ideias para o setor de turismo e alimentação. E, concluiremos com algumas dicas, para você começar já.

O que são os negócios do futuro? São negócios que tem um desempenho financeiro, geram lucro, mas também causam um impacto social positivo. Trabalham por um propósito. É um negócio que pode transformar o mundo, pelo menos um pedacinho dele. Geralmente os negócios do futuro já nascem com essa intenção.

Em um evento promovido pela Social Good Brasil, realizado em Florianópolis recentemente, conhecemos empreendedores que estão investindo em negócios do futuro.  A apresentação de Claudio Sassaki, da Geekieempresário pioneiro em aprendizado adaptativo no Brasil, foi inspiradora, e nos motivou a escrever esse artigo.

Temos exemplos que estão revolucionando a forma de fazer negócios e causando impacto. Alguns atingem fortemente o setor de turismo, como a Airbnb, Couchsurfing e Poshtels. Estes negócios mudaram a experiência do usuário em lidar com a forma de hospedar, de fazer reservas, de eliminar intermediários e tornar os serviços mais acessíveis, de valorizar hostels com design, de proporcionar hospedagem pelos próprios moradores.

 

Tendências em negócios do futuro,  algumas já estão entre nós.

Comida ecológica: estão finalmente ocupando o espaço onde sempre deveriam estar, nas prateleiras dos mercados, no lugar dos produtos industrializados. Restaurantes e Atrativos turísticos especializados em comida vegetariana, alimentos orgânicos, comida viva, possibilitam aos visitantes o contato com a comida do lugar e transformam o momento do comer em uma experiência totalmente diferente e participativa.

Conveniências: tudo que for possível criar para facilitar a vida das pessoas. Produtos e serviços para aqueles que trabalham muito e não tem tempo, ou para quem tem algum tipo de limitação. Já pensou em ser um personal travel?

Alternativas para pessoas maduras:  a vida se prolonga, produtos e serviços serão necessários para atender uma população que estará ativa, trabalhando ainda por muito tempo. Não é à toa que cresceu, nos últimos anos, 65% a procura por intercâmbios para o público acima de 50 anos. Já imaginou atrativos turísticos, em parceria com hospedagens, adaptados e adequados com produtos e serviços para que essa geração passe mais tempo?

Formação online: a busca pelo conhecimento utilizando a tecnologia. Hoje o gestor de uma empresa ou um aluno do Enem estuda pelo smartphone. Tem suas vantagens e desvantagens, pode diminuir a interação entre as pessoas, mas dá acesso à educação para muita gente que hoje não teria condições financeiras. Reduz tempo e custos para capacitação de colaboradores. Consultorias já são online, ajudamos empresários em tempo real, via WhatsApp ou Skype. Utilizando câmeras dos próprios smartphones para visualizar propriedades, processos produtivos, equipamentos. Podemos assim orientar melhor de qualquer lugar do mundo.

Serviços compartilhados: estão aparecendo cada vez mais empresas do tipo Airbnb, Bla Bla Car, Uber. O relatório Viagens no Futuro 2024, faz uma previsão que as viagens compartilhadas. Serão a forma escolhida pelos viajantes para conhecer um destino turístico. Sabe aquelas que usam as redes sociais e sites de avaliações para planejar viagens? Com certeza você já pesquisou suas férias por uma delas e talvez nem tenha se dado conta. Ou, recebeu um cliente por uma dessas redes, mas nem checou isso.

Agronegócios: as pessoas e as novas gerações amam as novas tecnologias sim, mas superlotações, os inchaços nas grandes cidades estão criando uma demanda de viajantes em busca do campo, do ar fresco, da natureza, da fuga do estresse, da renovação da energia. A agricultura familiar pode ter no turismo uma segunda fonte de renda em virtude dessa movimentação. Aliado a evolução nas condições de telefonia rural, internet no campo, poderão chegar com mais facilidade ao viajante do futuro, ampliando a oferta do agroturismo.

Sustentabilidade: destinos sustentáveis, que prezam por um correto desenvolvimento econômico, social e ecológico serão os preferidos dos viajantes do futuro. As pessoas estão adquirindo uma consciência cada vez maior, principalmente as que viajam muito e tem contato com diferentes culturas. A tendência é que valorizem mais destinos turísticos, e também empresas que realizam ações que preservem os recursos, que gastem apenas o necessário, reaproveitem o máximo e poluam menos. Estas com certeza terão preferência no momento da escolha.

Tecnologia: Mídias digitais, redes sociais, email marketing, será que tudo isso ainda vai existir? Se já começamos a ouvir coisas como realidade virtual e inteligência artificial, que tornam a experiência turística mais fácile podem acelerar o processo de decisão dos viajantes. O que mais veremos no futuro?

E agora, ficou animado ou preocupado?

Desafios para quem deseja ter um negócio do futuro:

  • Planeje seu negócio, existe formação especifica para isso. Uma coisa é empreender adotando algumas inciativas de responsabilidade social, outra é ter um negócio do futuro;
  • Adote atitudes sustentáveis;
  • Invista no empreendedorismo social na sua região;
  • Apoie outros negócios ou iniciativas que adotem uma consciência ambiental, lutem contra a pobreza, o preconceito, o desperdício, a violência e apoiem a inclusão social;
  • Assuma atitudes de líder de negócios do futuro: desenvolvimento de pessoas na empresa que valorizem a participação social, iniciativas de paz, construção coletiva, colaboração no ambiente de trabalho e não de competição;
  • Adote o eu ouço, respondo e sou o exemplo, em vez de, eu demando, comando e controlo;
  • Faça o marketing honesto e a gestão da expectativa dos seus clientes. Monitore se o que você vende está de acordo com o que o cliente buscou. O boca a boca virtual hoje é poderoso, imagina no futuro; e,
  • Use o que está disponível hoje a seu favor. Não está nas redes sociais ainda? Seus vídeos estão no youtube? Tem fotos no Instagram? Sabe fazer negócios com uma landing page? Se comunica com seu cliente via live no Facebook ou podcast?? Corra, já está atrasado demais.

Quer saber mais?

Institute For The Future, referência quando se fala de negócios do futuro, prevê mudanças na forma como a tecnologia vai transformar o mundo até 2024. Dão sinais que existe um movimento para que praticamente todo elemento da vida estará ligado a dados.

Veja só esse case da Food Futures Lab Hosts, especialistas participaram de uma oficina com sessões interativas, destinadas a compreender como surgem possibilidades quando se combina processos de prospecção e de design para re-imaginar nosso sistema alimentar. A pesquisa da comida do futuro esteve focada sobre o Futuro da Comida de Experiência .

Nessa oficina os especialistas foram além do estudo de embalagens, do aspecto estético. Pensaram a comida como uma alavanca para impactar a saúde humana, a resiliência ambiental e as economias locais.

O estudo é uma rica fonte de inspiração para quem trabalha com turismo e alimentação. Muitos  impactos sociais positivos poderiam causar combinando comida e saúde, agroturismo e gastronomia.

Quantas oportunidades de negócios positivos teríamos para os destinos turísticos?

Pensando nas comunidades que recebem e nos visitantes, como podem ser tocados com produtos e serviços feitos dessas combinações?

O que achou? Inspirador?

Para ir além…

Já viu nossas Dicas?

ebook dicas para chamar atenção de clientes