5 tendências para meios de alimentação se darem bem nas redes sociais

Ficar de fora das redes sociais, com tantos feriados e datas festivas que vem por aí, nem pensar.

As redes sociais são fontes de oportunidades para atrair atenção para o seu negócio. Mas vai precisar fazer da maneira certa, se você não fizer seus concorrentes farão e aí…

Hoje tem muito empreendedor do setor de alimentação fazendo captação via redes sociais. alguns, também, já concentram a maior parte dos seus esforços em estratégias de marketing nas redes.

Olha só esses dados

Segundo a Forrester Reseach, 44 milhões de consumidores se interessaram por assuntos ligados a comida no mundo online em 2017. Cerca de 68% dos brasileiros acessam por vários minutos conteúdos no YouTube e, 72% das visualizações são a partir de um celular, segundo a pesquisa do Google.

Você sabe quais são as palavras mais buscadas nas redes sociais?

Em 2017 a palavra mais buscada no YouTube foi “Bolo”. Na sequência aparecem: chocolate, Torta, Pudim, Pizza, Pipoca, Lasanha e Churrasco.

Você sabia disso?

Já tem essas palavras no seu material digital para atrair o público ao seu negócio?

Se ainda não está antenado, está mais do que na hora de começar a planejar sua estratégia de marketing digital nas redes sociais.

Para fazer um planejamento  e estabelecer um orçamento adequado para o marketing digital é preciso acompanhar as tendências, definir o que quer alcançar e depois preparar sua estratégia.

Essas são as tendências que consideramos imprescindíveis:

1 – Foco no mundo mobile: principalmente no Instagram. O Direct e o Stories vem ajudando horrores os negócios de alimentação. A cada produto novo, um click. A foto vai rapidinho para o olho do consumidor. Se 84% do que o Facebook arrecada vem da propaganda no mundo mobile, significa que a maioria dos seus consumidores estão com um celular na mão. Você já tem um “calls-to-action” que é uma chamada para que seu consumidor realize alguma ação quando ver seu anúncio? Aprendemos com a  Ana, uma fera em redes sociais,  estratégias excelentes para negócios de alimentação.

2 – Vídeos prendem 3 x mais atenção e transmitem muito mais rápido a mensagem. Além disso, é muito mais interessante a visualização do conteúdo, gera mais engajamento e compartilhamentos. Negócios de alimentação precisam aprender a fazer ou contratar vídeo marketing, aprender a  contar uma história do seu negócio, a apresentar seus produtos e mostrar que seus clientes estão satisfeitos visitando seu negócio. Veja esse video e ganhe um gratuito para o seu negócio.

3-  Promova experiências: a geração antenada considera que compartilhar fotos de comida e da movimentação em bares, lanchonetes, sorveterias e restaurante, onde se encontram com amigos, faz parte da experiência. O momento da alimentação foi muito além do simplesmente “sair para comer”.  Tudo tem que ser cuidadosamente pensado se quiser que seu prato, produtos ou atendimento saiam bem na foto. Criar cantinhos estratégicos para isso nos restaurantes já faz parte do projeto de arquitetos, que também pensam na movimentação, para que os clicks não perturbe outros setores do negócio. Espaços kids ou pets também bombam nas redes sociais. Não tem ideia de como promover experiências? Existe um método para criar e evitar que algo saia errado.

4 – Lives, transmita ao vivo: e não é só a música que oferece. Vale também, o garçom servindo, tirando o Chopp, fazendo a caipirinha, o chef cozinhando ou decorando o prato, o barista fazendo aquele café com arte. Quanto mais real melhor, mas lembre-se que, as pessoas são atraídas por imagens e no mundo online ganha quem tiver as melhores. A primeira impressão é a que fica e começa na internet. Então, capriche na decoração e na organização do seu negócio. E, lembre-se, marketing de conteúdo é mais barato e traz mais resultados.

5 – Influenciadores: invista nesse tipo de marketing, busque aqueles que falem sobre o seu tipo de negócio e que sejam realmente influentes na sua região. O mundo de celebridades está bem mais próximo de você do que imagina.  Se está querendo atingir um determinado tipo de público, talvez investir em um influenciador seja uma alternativa. Finalmente, eles melhoram o envolvimento do seu negócio com o público que você quer alcançar e sabem se conectar na linguagem certa do público.



O problema é criar conteúdo todos os dias? Dá só uma olhada nessas ferramentas gratuitas.

Espero que esse conteúdo te ajude. Deixe seu comentário. Compartilhe com quem acha que gostaria dessas informações.

Quer saber mais?

Então curta nossa página.